Organização de eventos Formação

Gamificação: conheça a forma de acrescentar valor ao seu evento

AP | PORTUGAL

 

Gamification? Já deve ter lido ou ouvido o termo em inglês, mas de que falamos, afinal, quando o assunto é gamificação e de que forma está ou pode estar ligada à realização de eventos - sejam presenciais, online ou híbridos - e à formação, por exemplo?

São estas perguntas e a procura de respostas que nos trouxeram até aqui a este artigo no blog da AP | PORTUGAL Tech Language Solutions. Como sempre sucede, o melhor será começar pela definição de gamificação, termo facilmente associado ao universo dos videojogos, mas cuja utilidade vai muito além.

 

O que é gamification ou gamificação?

 

Como definir gamification ou gamificação? Na prática, é a utilização de técnicas e estratégias em contextos que não necessariamente associadas aos jogos em si. Dito de outra forma, trata-se de usar um jogo com o intuito de melhorar aspetos como o engajamento, produtividade e foco, daí atingindo metas e objetivos.

Ou, como define Neil Patel, “é a aplicação de mecânicas utilizadas em jogos para estimular e engajar colaboradores e consumidores. Basicamente, o objetivo desta estratégia é facilitar a realização de tarefas por meio da motivação, auxiliando a produtividade e a jornada de compra do cliente”.

 

vantagens-1

 

O que se pretende obter daí? Transformar rotinas do trabalho ou estudo. É que segundo vários especialistas “a experiência com os jogos vai muito além do fator entretenimento e passa por outros pontos básicos, como a necessidade de competição, que é inerente a todo ser humano, os feedbacks instantâneos, a possibilidade de evolução rápida e também a busca por recompensas e prémios tangíveis”. Os mesmos especialistas referem ainda que a criação do sentido de comunidade e de urgência que se encontra nos videojogos também incentiva a que os objetivos sejam atingidos.

Talvez por isso, um estudo da Gartner, tenha concluído que 70% das maiores empresas do mundo terão, no final de 2020, pelo menos uma aplicação que utiliza o conceito de gamificação.

Sim, estamos a falar de algo que se tornará fundamental no ambiente empresarial.

 

desvantagens-1

 

O objetivo da gamificação

 

Portanto, o objetivo da gamificação é facilitar a realização de tarefas através de motivação e daí obter melhores resultados ao nível de produtividade e ainda da jornada de compra do cliente. E é possível de utilizar em variadas áreas:

 

  • Educação, especialmente formação à distância;
  • Empresas, designadamente em eventos;
  • E ainda marketing.

 

 

Pensar em gamificação

 

Por que devo pensar em gamificação? Talvez o melhor seja tentar explicar, numa primeira abordagem, através de um exemplo.

Recorde um jogo no qual tem de encontrar algo. Por exemplo, ovos da Páscoa. Sendo certo que bastaria encontrar o maior número possível de ovos, imagine como tudo ficaria mais interessante se ao mesmo tempo fossem acrescentados desafios como a dificuldade e a concorrência. Exato, aumentaria o estímulo.

Resumindo, a gamificação trata de aliar entretenimento e trabalho com o propósito da melhoria de resultados, instruindo e influenciando o comportamento de pessoas.

Uma coisa é certa: como seres humanos, gostamos de atingir objetivos, receber recompensas e evitar punições. A gamificação aproveita estas características humanas de apreciar aquela sensação de bem-estar e de satisfação pessoal que faz desejar mais desafios.

 

Gamificação aplicada aos eventos

 

A pergunta é: por que é válido usar gamificação em eventos?

 

Se a ideia da gamificação é atrair e engajar as pessoas, no universo dos eventos corporativos o objetivo principal é conseguir atrair a atenção do maior número de participantes. Por isso, as ferramentas como jogos interativos têm ganho um lugar de destaque ao ponto de podermos dizer que a gamificação em eventos tornou-se uma tendência e passou a ter um lugar de destaque.

O grande benefício da técnica que temos vindo a abordar é, claramente, o engajamento. A gamificação ajuda no controlo da atenção do participante graças a quatro sentimentos despertados pelos jogos:

 

  • Produtividade;
  • Confiança;
  • Otimismo;
  • Significado épico.

 

Quem não gostaria de associar um produto ou serviço a estes sentimentos? Os estudos e os especialistas não duvidam que lançar um produto ou serviço utilizando a estratégia da gamificação pode fazer com que o cliente comece desde logo com uma opinião positiva.

 

Como aplicar a gamificação em eventos?

 

Promover o engajamento dos participantes de um evento é um grande desafio para os organizadores. Por isso, a gamificação em eventos tem sido adotada como uma opção de engajamento. Há, todavia, etapas que deve cumprir para que esta metodologia surta o efeito desejado. Assim, tome nota:

 

Divulgação? Sim, mas com antecedência

 

Quando se trata de um evento, deve começar a divulgação do jogo e das recompensas - principais chamarizes para o jogo - com antecedência. Assim, antes mesmo do evento utilize sites, redes sociais e até a aplicação do próprio evento, caso seja desenvolvido.

 

Selecione as atividades

 

Uma estratégia de gamificação pode ser desenvolvida com diferentes tipos de atividades. Ou seja, pode ser desde um jogo de perguntas e respostas, uma aplicação que exija a navegação do participante por todo o evento ou concursos, que são sempre simples e boas opções capazes de gerar curiosidade.

 

Defina bem as regras

 

Distribua panfletos, por exemplo, de forma a que os participantes no evento conheçam o jogo. E, muito importante, deixe as regras bem claras desde início, revele as recompensas que serão distribuídas e o que cada um pode fazer para ganhá-las. Pense em competições sadias, já que o intuito é gerar um engajamento positivo e, até mesmo, uma interação entre os participantes do jogo.

 

Portanto, utilizar a gamificação em eventos é, por tudo isto, uma técnica extremamente positiva quando bem executada. Daí que um bom planeamento permitirá obter o melhor resultado possível.

A gamificação é uma estratégia perfeita para quebrar a rotina corporativa de um evento e, muito importante, o patrocinador do evento pode ser agregado à ação com a oferta dos prémios aos vencedores ou brindes de participação. Isso proporciona ainda mais visibilidade ao patrocinador.

 

Outras vantagens da gamificação em eventos:

 

  • Estimula o networking entre participantes, mas de uma formal informal e até divertida;
  • Estimula a divulgação do evento de maneira orgânica pelo próprio participante;
  • Motiva o participante através da competição, dos prémios e da expectativa de vencer um desafio.

 

Note-se que atualmente já existem aplicações para eventos que promovem toda a estratégia para a gamificação em eventos. Todavia, é importante entender que não existe uma regra ou formato de estratégia de comunicação perfeitas de gamificação em eventos.

Antes de querer elaborar uma estratégia dessas, é necessário que se faça um diagnóstico do posicionamento atual da empresa, para entender qual aspecto tem a maior necessidade de ser trabalhado e então começar a planear uma dinâmica pensada especificamente para o evento em questão e os seus participantes.

 

CTA FORMACAO

 

A gamificação na formação

 

Tal como acontece nos eventos, a gamificação na formação, especialmente na formação online, contribui para tornar o conteúdo dos seus cursos mais envolvente e divertido. E de certeza que isso agradará aos formandos.

Se é verdade que “jogos são sistemas sociais de imersão em que é possível aprender pela experimentação, tentativa e erro”, conforme definição do Observatório Internacional do Sebrae, então faz sentido que gamificação (gamification) possa ser utilizada “como ferramenta complementar para melhorar o ensino e a avaliação de estudantes na educação formal e informal”.

 

Conheça as vantagens

 

  • Aumenta o engajamento entre os formandos;
  • Motiva os formandos para que concluam os cursos num espaço de tempo menor;
  • Permite que os formandos acompanhem a evolução no curso de forma mais objetiva;
  • Torna o processo de aprendizagem mais leve e divertido para os formandos;
  • Possibilita que os feedbacks positivos e negativos sejam feitos prontamente;
  • Incentiva uma competição saudável entre os formandos;
  • Auxilia na assimilação dos conteúdos por meio de tentativas, erros e acertos;
  • Estimula a participação dos formandos nas atividades;
  • Contribui para que os formandos se identifiquem com os conteúdos do curso.

 

Unir gamificação e educação pode, de facto, trazer diversos benefícios para a sua instituição de ensino. É simples: a adoção de um estilo lúdico como a gamificação conduzirá os formandos a sentirem-se mais motivados nos momentos de realizarem as tarefas da plataforma, prosseguir a aprendizagem e, dessa forma, apreenderem o conteúdo necessário para se capacitarem tanto nas atividades na empresa como na formação tradicional.

Em jeito de resumo, a gamificação é “a” metodologia capaz de elevar níveis de motivação e obter mais e melhores progressos na formação e na aprendizagem no geral.

É uma questão de usar a própria natureza humana para ultrapassar barreiras e conquistar metas e objetivos grandes. Além do mais, é sempre uma boa ideia adicionar uma dose de diversão ao nosso dia a dia.

 

Áreas onde podemos aplicar a gamificação

 

Olhando aos resultados desta metodologia, em geral tão positivos, podemos dizer que pode ser utilizada em diversas áreas da sociedade. Além dos eventos e educação, que aqui referimos com maior destaque, a saúde, o marketing são outras áreas onde a mesma pode ser utilizada com sucesso.

E a cada dia que passa, estamos mais imersos na gamificação. Veja, por exemplo, como as escolas a utilizam para ensinar temas como os Descobrimentos, a II Guerra Mundial ou o funcionamento do corpo humano; ou como as grandes organizações a aplicam aos processos de recrutamento através de jogos para responder às tradicionais perguntas de “o que você faria se…”.

 

Quem somos

 

AP PORTUGAL - Tech Language Solutions é uma empresa portuguesa de tradução e serviços tecnológicos certificada pela Norma Internacional da Qualidade ISO 17100; e pela DGERT enquanto entidade formadora.

Com agências em Lisboa e Porto, é reconhecida internacionalmente pelas suas competências tecnológicas em várias áreas - desde a localização e tradução de websites, SEO multilingue, locução, legendagem e interpretação - e especialização na organização de eventos internacionais, aluguer de equipamento AV - audiovisuais e sistemas de VRI - Video Remote Interpreting.

Somos uma empresa que aposta com entusiasmo no desenvolvimento da cooperação em Luanda, Maputo, Bissau, Praia, São Tomé, Dili e qualquer ponto do mundo onde a sua organização ou instituição necessite de um parceiro especializado em mais de 125 pares linguísticos.

Pode ainda seguir-nos nas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram.

 

Artigos Relacionados:

 

Talvez o nome de Jennifer Grey ainda lhe diga qualquer coisa. Ou talvez Frances...

Artigos Relacionados:

 

O segundo ato do ciclo de conferências da AP | PORTUGAL levou ao palco 25...

Artigos Relacionados:

 

Um par de segundos, um código e está lançada a conversa. O que pode parecer muito...

Comentários

Subscrever Blog