Inbound marketing Marketing Digital

Como escrever um blog post que ajude na estratégia de marketing e inbound

O ponto de partida é claro: toda a estratégia de marketing digital está condenada ao insucesso se dela não fizer parte a noção de como é importante ter e manter um blog. 

Sem esta ferramenta, como conseguirá a sua marca destacar-se na intensa batalha do marketing de conteúdo que decorre há vários anos na internet? E já agora, onde inserirá as valiosas call to action que geram as desejadas inbound leads?

Assumida e aceite a importância do blog, a questão que importa responder é simples: como escrever um post de blog?

Não vamos ser simpáticos, a tarefa de escrever um artigo para o seu blog de negócios exige disponibilidade e até o gosto de escrever. Há, ainda assim, uma lista de passos que devem ser dados para escrever blogs, sendo um exemplo os enumerados pela Hubspot, a empresa de marketing na internet com sede nos Estados Unidos.

Tempo para responder à pergunta: como escrever um blog?
  1. Conheça bem o seu público-alvo
  2. Comece com um tópico e um título
  3. Escreva uma introdução capaz de atrair interesse
  4. Organize o conteúdo
  5. Tempo de escrever
  6. Faça a revisão do artigo
  7. Insira um ou mais call to action (CTA)
  8. Otimize para Search Engine Otimization (SEO)
  9. Escolha um título atraente
Tempo_para_responder (3)
1º passo: Conheça bem o seu público-alvo

Nenhum passo pode ser dado antes de conhecer bem o seu público-alvo. Na prática e antes mesmo de tentar elaborar a primeira linha de texto, não pode falhar na tarefa de conhecer o seu público.

Assim sendo, há perguntas que deve fazer:

  • O que quer saber o seu público?
  • O que interessa ao seu público saber?

Duas simples perguntas que o ajudarão a cumprir uma decisiva tarefa: criar buyer personas, essas figuras para quem estará a escrever os artigos do seu blog. Pode parecer uma tarefa simples, mas é de vital importância.

2º passo: Comece com um tópico e um título

Tempo de entrar no campo da prática, de colocar os dedos no teclado, por assim dizer.

O primeiro passo a dar é, naturalmente, selecionar o tópico do post. Algo que pode começar por ser uma ideia genérica, mas que depois evolui para títulos e abordagens mais específicas. "Como escolher um tópico consistente para seu próximo post do blog" é neste exemplo o tópico de partida para um artigo que pode acabar por ter como título “O processo para selecionar um tema de post do blog".

3º passo: escreva uma introdução capaz de atrair interesse

A ideia é simples de entender: é importante atrair a atenção do leitor o mais cedo possível, daí que deva ser colocado todo o esforço na construção de uma introdução que evite o risco de perder o leitor - o cliente, portanto - nos primeiros parágrafos. Se não o conseguir evitar, o leitor deixará o artigo antes do fim do post.

Há métodos capazes de manter o interesse, figuram entre eles uma boa história ou até uma piada. No fundo, revele empatia e seja capaz de atrair o leitor com uma informação ou dado estatístico interessante, por exemplo.

Conquistada a atenção, aproveite este passo para também descrever o objetivo do post e de que forma pode vir a ajudar o leitor.

4º passo: organizar o conteúdo

Antes de mais, um conselho de quem já tem a sua conta de artigos publicados num blog. Estruture o post por tópicos de forma a saber de que vai escrever.

Desta forma, evita que o post se torne complicado, especialmente quando inclui uma assinalável quantidade de informações. A organização pode ter várias formas: seções, listas, dicas, o que for mais apropriado. O importante é organizar!

5º passo: é tempo de escrever

Um conselho antes de carregar na primeira tecla: não receie o tamanho do artigo, o importante é que ele tenha o tamanho certo sendo útil e ter qualidade.

Posto isto, este é o momento mais aguardado: é tempo de escrever.

  • Use a sua estrutura de tópicos como orientação
  • Desenvolva o mais possível todos os pontos
  • Escreva sobre o que sabe
  • Pesquise para ter mais informações
  • Aponte exemplos e dados que confirmem os seus argumentos
  • Cite as fontes mencionadas.
AP World Conference Doc_PT
6º passo: a revisão

Não hesite em pedir a um colega que “passe os olhos” pelo seu texto, está a aumentar a probabilidade de ser detetado um erro que escapou aos seus 1001 olhares.

Neste passo, a que chamamos revisão, não nos referimos apenas ao texto do artigo, mas também da imagem de destaque, da aparência visual e ainda dos tópicos/tags.

  • Imagem de destaque

Deve optar por uma imagem visualmente interessante e relevante para seu post. Lembre-se que está também a escrever para as redes sociais e estas dão bastante importância ao conteúdo com imagem. O aspecto visual é fundamental para o sucesso do seu blog.

  • Aparência visual

Será uma verdade La Palice, mas é óbvio que ninguém vai gostar de de um post de blog feio. Na prática, além da atenção que deve dar às fotos e imagens, tenha mil cuidados com a formatação e a organização do post.

  • Tags

É através das tags - palavras-chave específicas que descrevem um post -. que os leitores conseguirão procurar mais conteúdo na mesma categoria do seu blog. Dica importante: fuja da vontade de adicionar uma lista extensa de tags em cada post, ou seja, pense nelas como meros “tópicos” ou “categorias” e escolha de 10 a 20 tags que representam os principais tópicos que abordará no blog.

7º passo: Insira um ou mais call to action (CTA)

Os especialistas em marketing na internet referem a importância vital de colocar CTA no seu blog post. Se colocado no final de cada publicação, o call to action deve indicar que a ação deseja que o leitor tome: assinar a newsletter do seu blog, descarregar um ebook, ler um artigo relacionado.

Sendo verdade que o CTA é uma excelente ferramenta para gerar leads, deve ser também encarado como um recurso valioso que pode ser usado para oferecer mais conteúdo sobre o assunto qus os visitantes do blog acabaram de ler.

localizacao-digital-e-seo-multilingue

8º passo: Otimize para Search Engine Otimization (SEO)

Acabou de escrever o blog post, cumprindo os sete passos? Tempo de reler e otimizar o seu artigo para a pesquisa.

É fácil isso suceder, mas não fique obcecado pela quantidade de palavras-chave a incluir no artigo. Sempre que for oportuno inclua-as, mas não “incomode” o leitor. Se for possível encurtar as dimensões do seu URL faça-o, também.

Uma coisa é certa, o Google perceberá se tomou a opção errada de despejar palavras-chave de forma arbitrária.

Outro aspecto que pretendemos destacar neste oitavo passo: a metadescrição. Sendo certo que as metadescrições deixaram de ser um fator no algoritmo de classificação de palavras-chave do Google, mantiveram a importância como descrições. Ao surgirem abaixo do título da página do post nas páginas de resultados de pesquisa do Google, servem de resumo do que o leitor encontrará no post. Não devendo ter mais de 160 caracteres, experimente começar as metadescrições com um verbo como “aprenda”, “leia” ou “descubra”, por exemplo.

9º passo: Escolha um título atraente

É chegado o momento decisivo de escrever o título do seu blog post. E para esta tarefa há algumas dicas que pode seguir para facilitar:

O título deve ser preciso, claro, interessante e ter uma linguagem forte. Para além disso, procure que o mesmo esteja otimizado com a inserção de algumas palavras-chave - mas sem forçar a sua inclusão -, sem que isso o torne num título longo e cansativo.

Lembre-se: o Google prefere até 65 caracteres para não seja necessário ocultar parte do título nas páginas de resultados de pesquisa.

Blog posts interessantes? Saiba como

Assumida a estratégia de ter e manter um blog, o desafio vai além da produção constante de artigos capazes de responder aos desafios de uma estratégia de inbound.

Ou seja, é necessário que os artigos sejam interessantes. E para isso há também algumas técnicas que pode seguir:

 

1. Conte uma história

Contar uma história é uma forma de tornar o seu post mais interessante. Falamos de histórias curtas e simples, atenção. Recordando as palavras de Neil Patel num artigo escrito para o blog do Hubspot: “Histórias produzem ativação cerebral instantânea. Quando o cérebro ouve uma história, isso envolve o acoplamento neural, um fenómeno que faz com que o cérebro realmente experimente as ideias que estão sendo estabelecidas na história. Até mesmo o córtex motor, a parte do cérebro responsável pelo movimento muscular voluntário, é ativado por uma história”.

 

2. Escreva na primeira pessoa

O natural é falarmos na primeira pessoa, por isso escrever também o deve ser.

 

3. Seja claro

Seja claro a dizer que tem para dizer. Nem menos, nem mais, o segredo é a usar as palavras certas.

 

4. Não seja mais extenso do que deveria ser

Não estamos a falar de contagem de palavras, porque se o artigo for interessante ninguém vai dar conta do tempo dispendido na sua leitura. Falamos de escrever o que é necessário, sem ser longo de forma artificial e soar a especialista.

 

5. Não seja mais conciso do que deveria.

A brevidade é uma virtude na escrita, mas nada de exageros. O seu artigo necessita de ter, ainda assim, uma narrativa.

 

6. Escreva frases curtas

Frases mais curtas ajudam os leitores a fazer pausas. Logo, aumenta a possibilidade de manterem-se interessados.

 

7. Dividir em partes

Sejamos claro: o conteúdo do seu artigo pode ser muito interessante, mas se for uma enorme massa de texto todos vão pensar que é “chato” antes mesmo de começarem a ler.

As questões de apresentação visual importam, daí que fonte, kerning (espaçamento entre as letras), espaçamento entre linhas, parágrafos, título, números e pontos ajudarão a tornar o seu texto interessante.

 

Resumindo e concluindo, uma frase de Neil Patel: “Não tente impressionar-nos. Basta tentar passar a sua mensagem com clareza”.

guia prático  otimização de seo no youtube ap portugal

QUEM SOMOS


AP Portugal - Tech Language Solutions é uma empresa portuguesa de tradução certificada pela Norma Internacional da Qualidade ISO 17100, representante oficial da tecnologia Wordbee, com uma agência de tradução em Lisboa e outra agência de tradução no Porto. Reconhecida internacionalmente pelas suas competências tecnológicas de localização e tradução de websites, SEO multilingue, locução, legendagem e interpretação, aposta com entusiasmo no desenvolvimento da cooperação em Luanda, Maputo, Bissau, Praia, São Tomé , Dili e qualquer ponto do mundo onde a sua organização ou instituição necessite de um parceiro especializado em mais de 125 pares linguísticos.

Pode ainda seguir-nos nas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram.

 

Artigos Relacionados:

SEO para a frente, SEO para trás, mas afinal o que é SEO? Antes de mais, é a sigla que...

Artigos Relacionados:

Implemente já uma estratégia de SEO na sua organização, conheça as vantagens do SEO,...

Artigos Relacionados:

Chegados ao marketing digital, a estratégia de todos é, naturalmente, a geração de...

Comentários

Subscrever Blog